O que você precisa saber antes de voar um drone

Ao comprar ou ganhar um drone, é dado o primeiro passo para um mundo novo –sem limites, com novas perspectivas e um novo conceito de liberdade. Os drones possibilitam criar fotografias áreas incríveis e inspiradoras e, ainda, são divertidos para voar como hobby. Embora possa parecer um difícil no começo, pilotar um drone é uma das melhores experiências que você pode ter – e fazê-lo com segurança é bem melhor. Por isso, a DJI separou algumas dicas para ter a melhor a experiência seja a melhor possível.

 

  1. Cadastre-se
    Todas as operações de aeronaves remotamente pilotadas (RPAs/DRONES) – sejam elas de uso recreativo, corporativo, comercial ou experimental – devem seguir as regras da Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL), da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA). Antes de mais nada, o primeiro passo para quem quer pilotar um drone é o cadastro do equipamento na página web do SISANT da ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil e o identificar com o número de registro, que tem a validade de 24 meses. Além disso, para pilotar fora de áreas adequadas é necessário cadastrar o drone  no SARPAS do DECEA – Departamento de Controle do Espaço Aéreo.

  2. Onde praticar voo?

    O próximo passo é estudar o espaço em que se pretende voar o drone. Em um novo local, sempre é necessário observar o terreno ao redor. Isso é feito para que não haja surpresas na decolagem e quando estiver no ar. Certifique-se sempre de verificar onde estão os aeroportos e heliportos locais – por razões de segurança, não se pode voar perto deles. Os aeroportos brasileiros ainda não possuem tecnologia de detecção de drones. Como a popularização dessas aeronaves é um fenômeno recente, aeroportos no mundo ainda tentam se adaptar. A DJI possui a tecnologia Geofencing, que impede a entrada em “No Fly zones”.

    Descubra regras e regulamentos de voo locais para ajudar a voar com tranquilidade. Para maior segurança, mantenha seu drone no modo GPS enquanto estiver voando.

    Além disso, antes de cada voo, preste atenção ao terreno e prepare-se para diferentes condições climáticas: vento, chuva e temperatura podem afetar significativamente o desempenho do voo. É um bom plano adiar o voo se parecer que a chuva pode estar no horizonte. Não só a água da chuva pode afetar equipamentos eletrônicos, mas também pode prejudicar a visibilidade e os sinais de transmissão. Assim como a chuva, o vento e a temperatura também podem afetar o voo, incluindo quanto tempo de bateria ainda resta.

     

  3. Você conhece bem o seu drone?

    É importante pegar alguns minutos do dia para se familiarizar com o drone. Aprender sobre os controles, configurações e descobrir informações importantes sobre o desempenho da bateria. Além disso, é muito importante pesquisar sobre regras de tráfego aéreo na área em que o usuário pretende voar.

    Mesmo quem nunca pilotou um drone antes, pode se tornar um mestre em um curto período de tempo praticando. Muitos modelos possuem modos iniciantes e simuladores que permitem o costume com os controles e voe de maneira segura, sem colocar o equipamento ou qualquer outra pessoa em perigo.

    Os drones da DJI, por exemplo, oferecem um simulador que conecta o controle ao seu telefone ou tablet e um modo iniciante que restringe a altitude e a velocidade do drone. Esses dois modos oferecem uma grande oportunidade para os pilotos novatos construírem sua confiança antes de embarcarem em um voo completo.

  4. Saiba as funções do seu controle

    Muitos drones usam um layout de controle padrão, consistindo de bastões de controle e botões. Enquanto a aparência pode diferir em forma e tamanho, as funções fundamentais são as mesmas. Normalmente, o layout do controle é bastante intuitivo e fácil de operar. Só não se esqueça de lembrar qual lado do drone é a frente, para que você possa lembrar qual é o caminho para frente e para trás.

  5. Lista de verificação pré-voo

Já familiarizado com o drone, seus controles e sabendo o local ideal para voá-lo, verifique todos os itens abaixo antes de colocá-lo aos céus:

  • A condição física do drone. Procure por sinais de desgaste ou rachaduras nas hélices;
  • Regras e regulamentospara a área em que planeja voar;
  • Verifique se as baterias estão carregadas e possuem energia para o voo;
  • Se o controlador e drone estão conectados corretamente;
  • Preste atenção às condições meteorológicas;
  • Veja se a área em torno do seu drone para determinar se é claro para decolar e pousar;
  • As configurações da câmera . Ser capaz de ver o que o drone vê faz para um voo mais seguro;
  • Certifique-se de que há um cartão de memória no drone se você planeja tirar fotos ou gravar vídeos;
  • Anuncie a alguém próximo ao drone que você está prestes a decolar;
  • Monitore as configurações do drone enquanto voa.

Uma vez que você está confortável com os controles e como o seu drone opera, lembre-se que a prática leva à perfeição! Prepare-se para se divertir e ser criativo. Há um mundo totalmente novo esperando por você.

A DJI possui loja autorizada no Barra Shopping (Rio de Janeiro). A marca vende seus produtos já homologados pela Anatel e trabalha com diversos revendedores no país como Kalunga, Magazine Luiza e Ponto Frio.A compra por meio de canais autorizados no Brasil conta com assistência técnica e atendimento ao cliente pelo e-mail support.br@dji.com ou pelo telefone 0800 880 9983.

DJI
A DJI, líder mundial em drones para uso civil e em tecnologia de imagens aéreas, foi fundada e é administrada por pessoas apaixonadas por helicópteros de controle remoto e especialistas em tecnologia de controle de voo e estabilização de câmera. A empresa se dedica a proporcionar uma maior acessibilidade, confiabilidade e facilidade para equipamentos e plataformas de fotografia e produção audiovisual aérea para criadores e inovadores ao redor do mundo. As operações mundiais da DJI atualmente incluem as Américas, Europa e Ásia, e seus produtos e soluções revolucionárias foram escolhidos por clientes em mais de 100 países para uso em produção cinematográfica, construção civil, inspeção, atendimento emergencial, agricultura, preservação e muitos outros setores.